´Sem Roberto, estou apenas sobrevivendo´, diz Florinda Meza, viúva do criador de Chaves

Data de Publicação 25/2/2015

Em coletiva de imprensa na sede do SBT, em SP, a atriz falou sobre saudade

Por Juliana Bacci
Foi com um "falem agora ou calem-se para sempre" que Florinda Meza, a Dona Florinda do seriado Chaves, deu início à coletiva de imprensa organizada pelo SBT para jornalistas dos mais diversos veículos de comunicação, na noite desta quarta, 25 de fevereiro. A atriz recebeu a imprensa pela primeira vez após a morte de seu marido, Roberto Bolaños, o eterno Chaves, em novembro de 2014.

Depois de três meses de reclusão, Florinda aceitou o convite exclusivo do Programa do Ratinho para viajar ao Brasil e, assim, retribuir o carinho dos fãs de Bolaños e de seus personagens no país. "Roberto tinha amor pelos brasileiros e ficava muito emocionado com as mensagens que recebia pelas redes sociais", disse.
A atriz ainda lembrou a importância de Chaves como elo entre os latinos: "Fico muito feliz em saber que o seriado foi capaz de juntar povos tão distintos. Não em torno de uma bandeira, de um idioma ou da política. Mas através do bom humor".
Fotos: Juliana Bacci/SBT
Intimidade
Florinda passou 40 dos seus 66 anos de vida ao lado de Bolaños. A saudade, após tão longa convivência, deixou na artista um estado de "sobrevivência". "Acredito que a gente não se recupera de uma perda como esta. Hoje estou apenas sobrevivendo. Usando tudo o que aprendi na carreira de atriz para controlar minhas emoções", confessou.
Segundo a mexicana, ainda é muito difícil falar de sua vida sem Bolaños, "no singular". "Durante todo este tempo fomos um, sendo dois. Ainda não consigo falar 'eu'. Tudo o que penso é como'nós'. Não sei se esta sensação vai passar algum dia", afirmou.
Ao contrário do que foi noticiado recentemente, a intimidade do casal não deve virar filme nos próximos meses. "Só se estão fazendo por aí e eu ainda não sei", disse Florinda sobre os boatos da produção de um longa que contaria detalhes de seu casamento com o ator e roteirista.
Ao lembrar do marido, ela faz questão de enfatizar seus múltiplos talentos. "Ele desenhava, pintava, escrevia músicas, poemas, filmes e peças de teatro, além de dançar. Era um artista completo e, acima de tudo, um grande homem".
Foto: Francisco Cepeda/AgNews
Lição
A riqueza artística de Bolaños fica ainda mais evidente quando o assunto é Chaves e, para encerrar a conversa, a atriz deixa "escapulir" o que, para ela, é a fórmula do sucesso do seriado: "Aquilo tudo o que acontecia na vila não era apenas divertido. Era também uma forma de passar adiante valores sociais e de convivência para adultos e crianças. Cada episódio ensinava muito e de uma forma muito, muito simples".
"Sou eternamente grata a Roberto porque meus filhos e netos, assim como tantos espalhados por aí, puderam aprender com o Chaves alguns dos grandes valores da vida".

PORTAL JORGE GONDIM
Postar um comentário

POSTAGENS MAIS VISITADAS

Marcelo Crivella concede entrevista exclusiva a Roberto Cabrini

'Só mais um Silva?' Bob Rum conquista mercado de festas VIPs com funk

Exclusivo: Cabrini investiga denúncia de compra de votos em cidade paulista

Domingo Legal desta semana "Construindo Um Sonho"

Exclusivo no Conexão Repórter: Cabrini entrevista soldado da PM que foi filmado beijando outro homem

SBT RIO: Cariocou mostra vibração da torcida brasileira no Alzirão neste sábado; veja atrações

Marina Ruy Barbosa desbanca Juliana Paes e cobra fortuna por presença vip

Marina Ruy Barbosa se pronuncia e revela se atriz foi convidada para seu aniversário

SBT lança movimento 'SBT Contra Notícia Falsas', para alertar público sobre fake news

Destaques de audiência do SBT no IBOPE