17/10/2016

“Achei que era a última bolacha do pacote e quebrei a cara”, diz Celso Portiolli

Celso Portiolli aceitou trabalhar no SBT por salário de R$ 500 para realizar sonho antigo
Celso Portiolli aceitou trabalhar no SBT por salário de R$ 500 para realizar sonho antigo
Apresentador do SBT há vinte anos e atualmente no comando do “Domingo Legal” e “Sabadão”, Celso Portiolli revela que “quebrou a cara” no início de sua carreira.

Durante participação no quadro “Youtubers Querem Saber”, do “Programa Raul Gil” que vai ao ar neste sábado (15), Portiolli conversa com os youtubers Maju Trindade, Luis Mariz, Muca Muriçoca e Camila Uckers, e fala sobre seu canal no YouTube, a vida simples que leva fora da TV e como foi sua luta até chegar a ser apresentador de televisão.
“Com 17 anos, fui um fenômeno do rádio e revelo para vocês que o sucesso subiu minha cabeça. Quando entrei, pensei: “Sou bom, sou ótimo”. Eu achei que era a última bolacha do pacote e ai comecei a quebrar a cara. Se o sucesso subir para a cabeça, você cai”, disse o apresentador sobre o início da carreira.
Portiolli ainda conta que aprendeu muito no SBT, e diz levar uma vida simples fora da TV. “Aprendi muito aqui no SBT. Quem me ensinou muito aqui no SBT como ser um artista, foi o Silvio Santos. Quanto mais simples, melhor”. “Eu não vivo o artista. Fora da televisão, eu sou pé no chão. Eu tenho uma vida simples”, disse ele, que revelou que “tinha medo de TV” e que foi “empurrado”, quando o colocaram para fazer TV contra sua vontade.
“A grande responsabilidade para mim é dirigir dois programas”, confessa Portiolli, sobre dirigir o “Sabadão” e o “Domingo Legal”, atrações que além de apresentador, também é diretor: “É difícil ser apresentador, demora para você chegar num ponto que é legal”.
O apresentador também fala sobre o drama pelo qual passou após complicações quando operou as amídalas. “Fui operar minha garganta e eu quase embarquei. Deu errado. Foi um negócio sério que serviu para eu pensar melhor na vida e que a gente é como uma lâmpada. Foi um momento difícil, foi uma lição”.
PORTAL JORGE GONDIM
Postar um comentário

PORTAL JORGE GONDIM/Comentários/Joice Hasselmann

BLOGS PARCEIROS

Arquivo do blog