01/03/2017

Portela é a campeã do carnaval 2017 do Rio após 33 anos de jejum

01/03/2917🌐Jorge Gondim 
Após 33 anos, Portela é a grande campeã do Carnaval 2017
A Portela levou os rios para a Sapucaí
A Portela venceu o Carnaval 2017
A Portela venceu o Carnaval 2017
Após 33 anos a Portela voltou a vencer o desfile do Grupo Especial. A escola fez um desfile belíssimo na segunda-feira de carnaval, contando com sua conhecida competência em termos de canto e dança dos componentes. A Sapucaí se transformou num rio azul e branco com o enredo "Quem nunca sentiu o corpo arrepiar ao ver esse rio passar". A escola do carnavalesco Paulo Barros venceu a Mocidade Independente de Padre Miguel no último quesito.
Num ano marcado por acidentes na Sapucaí, a Portela conquistou o título de 2017, depois de 33 anos de jejum. A maior campeã do carnaval carioca, agora com 22 vitórias, terminou a apuração na tarde desta quarta-feira com 269,9 pontos, após ter vencido pela última vez em 1984, na inauguração do Sambódromo.
A Portela venceu o Carnaval 2017


A Portela venceu o Carnaval 2017 Foto: Alexandre Cassiano / O Globo



A quadra da Portela ficou lotada
A quadra da Portela ficou lotada Foto: Pablo Jacob / O Globo

A agremiação do carnavalesco Paulo Barros - que venceu seu quarto título - contou na avenida o enredo "Quem nunca sentiu o corpo arrepiar ao ver esse rio passar...", sobre os rios do mundo. Alguns dos grandes destaques do desfile foram o canto da escola, alegorias como o da tragédia de Mariana e o abre-alas, em dourado, além das fantasias e da bateria do Mestre Nilo Sérgio.


Tia Surica, na Portela
Tia Surica, na Portela Foto: Fabio Guimarães/ Extra

O povo brasileiro precisa da Portela - declarou, emocionado, o presidente da azul e branco, Luis Carlos Magalhães, que assumiu o comando da escola após o assassinato do ex-presidente Marcos Falcon.
A escola disputou décimo a décimo com a Mocidadel, que acabou no segundo lugar. A virada da Águia Altaneira veio no último quesito: enredo. A agremiação de Oswaldo Cruz e Madureira gabaritou, enquanto a verde e branco da Zona Oeste perdeu um décimo.


A Portela levou os rios para a Sapucaí
A Portela levou os rios para a Sapucaí Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo

A Mocidade, que chegou a liderar grande parte da apuração, levou Marrocos para a Sapucaí. Completam o desfile das campeãs, no próximo sábado, o Salgueiro, a Mangueira, a Grande Rio e a Beija-Flor, em terceiro, quarto, quinto e sexto lugar, respectivamente.
Último colocada, a Paraíso do Tuiuti não será rebaixada para a Série A ano que vem. Numa reunião de emergência da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) na tarde desta quarta-feira, os presidentes das agremiações decidiram que nenhuma escola cairia para o grupo de acesso, devido aos acidentes que deixaram 35 feridos nos desfiles do Grupo Especial este ano.
Quando a medida foi anunciada durante a apuração, o público vaiou a decisão. A campeã da Série A, no entanto, subirá para o Especial em 2018. Com isso, 13 escolas participarão do grupo principal ano que vem, e duas serão rebaixadas.
A última vez que escola alguma foi rebaixada foi em 2011, quando um incêndio atingiu os barracões da Portela, União da Ilha e Grande Rio no pré-carnaval. Mas em 1992, por exemplo, quando um carro da Viradouro pegou fogo em plena Sapucaí, houve rebaixamento. A vermelho e branco de Niterói acabou escapando, terminando na nona posição.
Confira a classificação das escolas de samba:
1- Portela – 269.9
2- Mocidade - 269.8
3- Salgueiro 269.7
4- Mangueira - 269.6
5- Grande Rio - 269.4
6- Beija-Flor - 269.2
7- Imperatriz - 268.5
8- União da Ilha - 267.8
9- Vila Isabel - 267.4
10- São Clemente - 267.4
11- Unidos da Tijuca - 266.8
12 - Paraíso do Tuiuti - 264.6

PORTAL JORGE GONDIM
Postar um comentário

PORTAL JORGE GONDIM/Comentários/Joice Hasselmann

BLOGS PARCEIROS

Arquivo do blog