05/06/2017

Cantor e compositor Benito di Paula é o convidado de Danilo Gentili no The Noite

05/06/2017🌐Jorge Gondim  

No programa The Noite desta segunda-feira, 05 de junho, Danilo Gentili recebe o cantor e compositor Uday Velozzo, mais conhecido pelo pseudônimo de Benito di Paula. Famoso desde a década de 70 por hits como “Charlie Brown”, “Mulher Brasileira”, “Retalhos de Cetim” e “Ah! Como Eu Amei”, ele fala na entrevista sobre ter sido um dos percursores do “samba-joia”, relembra momentos marcantes de sua carreira e comenta o lançamento de seu novo EP “Essa Felicidade é Nossa”. Benito é convidado por Danilo para tocar piano em um iPad e também canta alguns de seus sucessos no piano convencional.
 Foto: Gabriel Cardoso/SBT

Confira as melhores frases da entrevista: 


O pessoal não deixava. Não me convidavam mais para nada. (sobre o tempo que ficou sem lançar discos novos) 

Não tenho nenhum diploma para colocar na parede. Fui autodidata até para andar. 

Não considero como fãs, considero amigos. Muito mais homens que mulheres. (sobre ter mais fãs homens que mulheres) 

Vinícius de Moraes foi me ouvir (tocar piano) uma vez e disse "eu adoro essa batucada". 

Agora somos 10 irmãos. Éramos 13. (sobre ter uma família grande com origens ciganas) 

Eu me picho. (brinca sobre passar piche nos cabelos e barba) 

Adoro Luan Santana. Não conheço ele pessoalmente mas ele se parece muito com o ídolo Elvis Presley. E ele é muito educado. (sobre ter uma música de Luan Santana no toque de espera de seu celular) 

Eu via ele tocar. Papai não tinha paciência (para ensina-lo a tocar violão). Eu com quatro anos fazia serenatas com ele. 

Ele era meu amigo da revista. Morava numa pensão de italianos e eles recebiam a historinha (do Snoopy) da Itália. Eles riam muito, as crianças adoravam e eu pedi para eles traduzirem para mim e fiquei encantado com aquilo. A ideia era convidar o Charlie Brown para vir conhecer o Brasil. Achavam que eu tinha feito a música para algum amigo americano. (sobre como surgiu a música "Charlie Brown")

Oito. Mas um de cada vez. (sobre quantas vezes já se casou)

THE NOITE
Nesta segunda, logo após Máquina da Fama
Postar um comentário

PORTAL JORGE GONDIM/Comentários/Joice Hasselmann

BLOGS PARCEIROS

Arquivo do blog